26/04/2016

JIECE 2016: o que é e como foi?
por Lucas e Mateo

Equipes se enfrentam em partida de queimada


O JIECE 2016 aconteceu do dia 4 ao 8 de abril e contou com a presença de todo mundo do fundamental 1 e 2. Este é um dos eventos da Casa Escola que traz, a partir de uma programação de jogos internos, uma forma de estimular a vivência entre os alunos do Fundamental I e II, buscando no contato entre os alunos a troca de experiências.
Dentre os jogos, estavam o futebol, a queimada, o atletismo, o dodgeball e o lançamento de peso, tarefas essas que foram divididas para as duas áreas. Para Mateo, aluno do 6º ano, o JIECE foi bem divertido, pois ele pôde participar, enquanto aluno novo no Fundamental II, de novas experiências, com outras pessoas. Para Mateus, do 9º ano, o que de melhor aconteceu foi a interação entre os alunos e os professores em um contexto totalmente fora de sala de aula. Tales, também do 9º, aproveitou bastante os jogos, pois foi o seu último na escola. Diz que aprendeu bastante sobre o ganhar e o perder e que o evento instigou muito bem o espirito esportivo.
Para as competições, os alunos e alunas foram separados em quatro times: azul, verde, laranja e vermelho. Neste ano, os resultados finais ficaram da seguinte maneira: 1º Laranja, 2º Verde, 3º Vermelho e 4º Azul. A ação solidária da Casa Escola durante o JIECE arrecadou entre 800 a 900 quilos de produtos para o Hospital Varela Santiago. Confira no face da Casa Escola.



A equipe de professores no final dos jogos, depois dos resultados
Capitão América: Guerra Civil chega aos cinemas do Brasil ainda esta semana
por Matheus Miranda



Ainda nesta semana, será lançado Capitão América: Guerra Civil nos cinemas de todo o Brasil, filme que é uma espécie de continuação de Vingadores: A Era de Ultron.
Nesse longa, Steve Rogers é o atual líder dos vingadores, um super grupo de heróis formado pela Viúva Negra, Feiticeira Escarlate, Visão, Falcão e Máquina de Combate (ou Patriota de Ferro). A história se desenrola depois do ataque de Ultron que fez com que os políticos buscassem algum meio de controlar os super-heróis, já que seus atos afetam toda a humanidade. Tal decisão coloca o Capitão América em rota  de colisão com Tony Stark, o Homem de Ferro.
É aí que os Vingadores se dividem entre dois grupos, atraindo também outros heróis para a batalha, como o Homem-Aranha, Soldado Invernal, Homem-Formiga e Pantera Negra. 
Segundo matéria do G1, esse nem é o melhor filme da Marvel. Diz que "Capitão América 2: O Soldadeo Invernal ainda é um pouco melhor, mas ele chega bem perto. Guerra Civil tem que mostrar muita gente e explicar toda a treta entre Os Vingadores. E apesar de fazer isso bem, é normal que algumas partes não fiquem tão bem desenvolvidas".



QUEM SOU EU?
Conheça abaixo a galerinha que compõe o GR - Apresentação e Blog.



Daniel tem 13 anos, nasceu em Natal-RN e estuda na Casa Escola. Gosta de jogos online no computador como League of Legends e Heathstone. Faz oficina de vôlei e também tem aula de flauta transversal. O conheço desde o Grupo V, mas hoje estudamos juntos, no 8º ano.
por Gustavo, 8º

Gustavo tem 12 anos, nasceu em Natal-RN e estuda na Casa Escola. Gosta de jogar jogos online como League of Legends e Heathstone. Faz oficina de vôlei e pratica Kung Fu. O conheço desde o Grupo V, mas hoje estamos no 8º ano.
por Daniel, 8º

Lucas Gabriel tem 13 anos e vive em natal. Gosta de andar na praia aos domingos e de jogar vídeo game - seu jogo favorito é The Last of Us. É bem tímido e passou a vida toda estudado na Casa Escola, estando hoje no 8º ano. Gosta de comer bastante e é muito ligando às novas tecnologias. É vascaíno e se estressa facilmente por conta do futebol. Seu filme favorito é Star Wars: o império contra ataca e sua série favorita é Breaking Bad.
por Cecílio, 8º

Lucas tem 11 anos, estuda na Casa Escola e está no 6º ano. Gosta de ouvir música, de jogar futebol e jogos de computador, Xbox etc., nos quais ele se dá muito bem. As suas cores favoritas são verde e vermelho, e gosta muito de suco de maracujá e de almôndegas com macarrão.
por Matheus, 8º

Luiza tem cabelos e olhos pretos. Mora em Natal-RN, gosta de lhamas, tem 13 anos de idade e é bem engraçada. É da tutoria de Beth e adora comer chocolate.
por Yasmim, 6º

Mateo é legal e é muito bom em Ciências. Tem doze anos e estuda na Casa Escola. Seu suco favorito é o de morango e a comida preferida é espaguete. Seu melhor amigo é Kalel e a brincadeira da qual mais gosta é esconde-esconde.
Mateo, 6º, por ele mesmo

Matheus tem 12 anos, estuda na Casa Escola e está no 8º ano. Gosta de jogar no Xbox, se saindo muito bem em Fifa 16, e sair com amigos pra brincar. A sua cor favorita é azul, e gosta muito de suco de uva, assim como da própria fruta.
por Lucas, 6º

Yasmim é muito divertida, tem 11 anos e mora em Natal-RN. É do 6º ano, gosta de animais e está na tutoria da professora Vanessa. Detalhe: eu sempre erro a última letra quando vou escrever seu nome.
por Luiza, 8º

25/04/2016

Os filmes mais esperados
por Matheus Miranda

Muitos filmes bons foram lançados ultimamente, como: Star Wars VII, Batman vs Superman e, logo em breve, será lançado Capitão América: Guerra Civil. Além desses, ainda há vários outros que, sem data para lançamento, alguns ainda nem sabem que estão sendo produzidos.
Logo abaixo, uma lista desses filmes que serão lançados entre 2016 e 2019:

2016
  1. Capitão América: Guerra Civil - 28/04
  2. Procurando Dory - 30/06
  3. X-Men: Apocalipse - 19/05

2017
  1. Alien: Covenant - 03/08
  2. Star Wars - VIII - 17/12
  3. A Era Do Gelo: O Big Bang - 07/07

2018
  1. Vingadores 3: Guerra Infinita - Parte Um - 26/04
  2. The Flash - 15/03
  3. Pantera Negra - 15/02

2019
  1. Os Incríveis 2 - 20/06
  2. Liga da Justiça - Parte Dois - 13/06
  3. Capitão Marvel - 28/02 

    Esses são os mais esperados para cada ano. Se quiser mais detalhes de outros filmes que serão lançados futuramente, acesse esse link: http://www.adorocinema.com/filmes/mais-esperados/

09/04/2016

O e-mail para Ana Elisa Ribeiro
por Luiza Gadelha e Yasmim

Os alunos da turma do 7º ano, de 2015, trabalharam a obra O E-mail de Caminha, de Ana Elisa Ribeiro, na disciplina de Língua Portuguesa. Uma das atividades propostas pelo professor Canniggia era que cada aluno escrevesse um e-mail direcionado à autora, e-mail este que foi, posteriormente, enviado para a própria. Nos textos enviados, os alunos e alunas puderam colocar as suas impressões sobre a leitura, falaram, em todos os casos, o quanto gostaram de trabalhar com a obra e da proposta de escrita do livro.
A obra O e-mail de Caminha é uma adaptação da carta de Pero Vaz de Caminha ao rei Dom Manuel sobre descobrimento do Brasil, tudo contado a partir de uma linguagem que, além de informal, é totalmente voltada ao mundo virtual.
A autora leu os e-mails e, recentemente, lançou em sua conta do Facebook uma notinha sobre esse trabalho.




Além dessa nota, Ana Elisa mandou uma mensagem para a turma, em agradecimento. Segue baixo:


Olá, turma!
Li as mensagens de vocês sobre meu livro "O e-mail da Caminha". Na verdade, é uma parceria minha com o Caminha, né?, que nem teve tempo de saber. Fiquei muito feliz com os recados e com o fato de terem curtido o meu trabalho como escritora. A gente custa a acreditar! Agradeço muito ao professor de vocês, que teve a ideia de adotar o livro pra mais gente conhecer e se divertir.
Eu sempre achei a carta verdadeira do Caminha um documento muito legal. Incrível e impressionante. Só que pouca gente que eu conheço tinha interesse por ela. Então eu fiquei pensando em traduzi-la, assim, para os dias de hoje. E escrevi esse livro. Então eu fico feliz de várias formas:
- quando as pessoas leem o que eu fiz;
- quando leem e curtem;
- quando dizer que curtiram o Caminha também;
- quando leem e se divertem bastante;
- quando compreendem a minha intenção.
Eu curto muito a internet desde que ela começou no Brasil e gosto bastante de experimentar linguagens novas. Não é à toa que sou escritora, né? O fato de vários leitores gostarem das minhas ideias me deixa mais animada ainda. Muito obrigada!


beijos
Ana Elisa


*Ana Elisa Ribeiro é de Belo Horizonte, formada em Letras pela UFMG e professora do CEFET-MG, Se define como “Leitora, professora, escritora, pesquisadora, mãe do Dudu... não necessariamente nessa ordem”. Tem várias publicações, entre elas: O e-mail de Caminha, de 2014, Fresta por onde olhar, de 2008, Chicletes, lambidinha & outras crônicas, de 2012, e Beijo, boa sorte, de 2015.
Projeto TAMAR realiza soltura de filhotes de tartaruga em vários lugares do Brasil
por Luiza Gadelha e Yasmim

O projeto foi iniciou na última sexta-feira, às 8 da manhã, com a soltura da espécie das tartarugas pente que estão sob o risco de extinção. Em Pium (RN), foram soltas 100 tartarugas dessa espécie ao mar, mas no Brasil inteiro foram 25 milhões de filhote.
Yasmim Rodrigues, aluna da Casa Escola e integrante do GR Apresentação e Blog, nos contou um pouco da sua experiência no evento. Disse: “Eu gostei bastante. Pela primeira vez toquei em tartarugas e foi super bonitinho vê-las indo para o mar”
O evento, que aconteceu em várias partes do Brasil, também trouxe atrações artísticas, como, por exemplo, o show do cantor e compositor Milton Nascimento, na Praia do Forte, na Bahia, que lançou seu novo CD, o Tamarear. Mas, não parou por aí, o projeto se estendeu ao Rio de Janeiro, a Aracajú, a Florianópolis, entre outros.   
                                                                   
_MG_6230.jpg _MG_5283.jpg
25-milhoes-tamar-floripa.jpg _MG_6036.jpg



Entrevista com Mateus Sena, surfista vencedor do Grom Search

por Daniel Leiros e Gustavo Mestres


Matheus Sena (14) é surfista de Natal-RN e vem conseguindo grande visibilidade no esporte, tendo competido em vários campeonatos, como o Grom Search, no qual foi campeão.



    Os alunos Daniel Leiros e Gustavo Mestres, ambos do 8º ano, fizeram uma entrevista com Mateus Sena, aluno da Casa Escola e surfista vencedor do Grom Search, em março deste ano. Em uma conversa animada, ele falou sobre sua carreira, aflições e vitórias, bem como sobre seus estudos. Confira abaixo!

  1. Com quantos anos você começou a surfar?
    Começei a surfar com 3 anos, por influência do meu pai, pois ele me levava todo dia na praia. Sempre o via surfando, foi quando bateu a vontade de surfar também. Desde entao começei no esporte e venho treinando até hoje.

  1. Essa sempre foi a sua paixão?
    Com certeza! Desde que comecei a surfar nunca mais quis parar. E nem vou querer tão cedo.


Da esquerda para a direita, Mateus Sena, Gustavo Mestres e Daniel Leiros

  1. Você venceu, agora em março, o Grom Search. Como foi participar desse campeonato?
    Foi uma experiência incrível. Foram três etapas, uma em Santa Catarina, onde eu fiquei em 5º lugar, uma em Saquarema, na qual eu fiquei em 3º lugar, e uma outra em Maresias, a terceira etapa, em que eu dependia de uma segunda colocação para ser campeão do circuito. Conseguir chegar na final e consegui o título, o que foi muito bom. Sem contar que minha família estava toda lá, me assistindo.

  1. Você já ganhou outros títulos? Quais?
    Sou campeão estadual da categoria Sub-14, tricampeão paraibano e bicampeão Sub-10, também na Paraiba.

  1. Em entrevista, você falou: "Quando veio aquela onda eu pensei: 'é agora ou nunca', e fui. Deu certo. É sempre assim? Não dá tempo para pensar muito? 
    Com certeza! Na bateria são apenas 15 minutos, então não tem muito o que pensar, é pegar as ondas e fazer o seu melhor, para sempre conseguir o melhor resultado.

  1. Como é conciliar os estudos com o surf? Como a escola te auxilia nessa questão?
    Eu e minha família buscamos sempre conciliar bem a escola e o surf. Apesar de eu ter que treinar todos os dias, também tenho que estudar, pois o estudo é muito importante até mesmo para conseguir patrocinadores novos. E na minha escola tem um pessoal que me ajuda bastante: a minha tutora, Shyrlaine e também o professor  de Língua Portuguesa, Canniggia. Sempre que preciso, eles estão do meu lado. Assim como Jorge, o coordenador.

  1. Alguma vez você já teve medo de surfar?
    Eu tenho mais medo de surfar em ondas grandes, como foi em Maresias, onde eu tive de remar 10 minutos, para chegar no outside, como se fosse uma linha imaginária aonde quebram as ondas. Como as ondas estavam muito grandes, era dícil passar delas. Remar muito tempo me prejudicou bastante na bateria, tanto que acabei perdendo nessa ocasião. Com relação aos tubarões, eu tenho um certo medo. Eu sei que o mar é o habitat deles, então eles sempre vão estar lá. Mas eu tenho certeza de que eu tenho mais medo de surfar em ondas grandes.

  1. Como é o apoio de seus pais?
    Meus pais me apoiam muito tanto no surf como na escola e acho que é muito importante ter esse apoio. Meu pai está sempre comigo na praia, me filmando, dando suporte, e, quando chego em casa, olhamos o que eu errei e preciso melhorar. Nas competições, ele é meu técnico e me ajuda a ganhar todos os campeonatos que eu já ganhei. Minha mãe me ajuda em relação ao psicológico.

  1. Como foi o encontro com Gabriel Medina?
    Foi quando estive em Maresias, ano passado, no Grom Search Sub - 16. Acabei encontrando com o Medina por lá. A gente surfou junto em frente à casa dele umas 3 vezes, o que foi uma experiência incrível, pois eu pude ver meu ídolo surfando de perto, me ensinado várias coisas.”

  1. Além dele, você já conheceu outros ídolos?
    Sim, conheco o Ítalo Ferreira, de Bahia Formosa, que é da elite mundial do surf e que já foi da mesma equipe que eu, a Oakley. Conheço também o Jadson André que é daqui de Natal e que, inclusive, mora pertinho lá de casa. Sempre que ele volta de suas viagens internacionais, pois sempre está competindo em circuitos mundiais, a gente treina juntos, o que é muito importante, uma vez que ele passa uma experiência muito gratificante para mim.

            

07/04/2016

Calourada 2016!



Acontecerá nesta sexta-feira, dia 8, às 18h, a calourada 2016. Alguns alunos fizeram um vídeo para convidar as turmas. Confira!
video